Pular para o conteúdo

Celebrando a vida sem frescura: o Biergarten (Jardim da Cerveja) na Alemanha

17/07/2018

Manuela Marques Tchoe – Munique, Alemanha

A primeira coisa que os bávaros fazem quando o sol dá as caras após o longo inverno é passar algumas horas no Biergarten – ou jardim da cerveja. Muito comuns no sul da Alemanha, você pode ter certeza que existe um Biergarten à espreita em alguma esquina, nos convidando para uma tarde de Gemütlichkeit (que pode ser traduzido para “aconchego”), transmitindo uma sensação de calor, simpatia e pertencimento a cada brinde em canecas enormes. No Biergarten tradicional, pode-se levar sua própria comida para fazer piquenique, reforçando o ideal de simplicidade à mesa. Ou seja, uma celebração da vida sem frescura, exceto pelo frescor da cerveja!

IMG_0958

Não se sabe qual cervejaria de Munique abriu o primeiro Biergarten da Baviera, mas foi provavelmente um dos seis maiores de Munique: Löwenbräu, Hofbräuhaus, Augustinerbräu, Paulaner, Hacker-Pschorr e Spaten. O que se sabe é que eles se desenvolveram no então Reino da Baviera no século XIX e que, com limitações sazonais na produção de cerveja, produzia-se a bebida durante o inverno (para minimizar o risco de incêndio). Às margens do rio Isar, a cerveja era mantida fresca durante o armazenamento. Daí para a criação de  “adegas de cerveja” para consumir cerveja fresca logo seguiram – e assim nasceu o Biergarten, um lugar agradável, geralmente cercado de árvores para dar sombra, um verdadeiro jardim para apreciar o sabor especial da cerva alemã.

IMG_0313

Mesmo para quem já está acostumado a passar uma tarde no Biergarten – às vezes estendendo-se pela noite (afinal, no verão o sol se deita lá para as 21:30-22:00) – encontrar-se com amigos por lá ou simplesmente dar uma passadinha para os filhos brincarem no parquinho, o programa simples é extremamente popular. Aqui em Munique existem diversos Biergartens, acoplados a restaurantes ou outras atrações, muitas vezes com música tradicional e até com telões para assistir eventos esportivos como a Copa do Mundo. Muitas pessoas comemoram aniversários no Biergarten, como foi o caso do meu filho. Em junho desse ano, levamos nossa própria comida, bolo, jogos e apetrechos, e no Biergarten próximo de casa comemoramos os seus cinco anos com família e amigos sem grandes frescuras (e baixo custo).

IMG_0296

Mesmo que você possa levar a sua própria comida, muitas vezes optamos por comer lá mesmo, pois são muitas as delícias achadas no Biergarten! Comidas típicas da Baviera, como Radi (rabanete), Brezn (pretzel macio), Obatzda (creme de queijo), Halbes Hendl (metade de um frango grelhado), Hax’n (joelho de porco) e Steckerlfisch (peixe grelhado) são algumas delícias que se pode comer num Biergarten, geralmente acompanhadas de batata (frita, salada de batata ou um nhocão chamado Knödel)  são servidos com frequência.

Com certeza uma das coisas que mais gosto com o Biergarten é essa simplicidade, a sensação de aconchego mesmo, em que dividimos a comida e a conversa com amigos queridos, nos divertimos de forma descomplicada. É lá, no Biergarten, onde geralmente os melhores sorrisos e a alegria de viver que brota na primavera/verão!

Existem jardins da cerveja para todos os gostos, mas no geral recomendo:

  • Torre Chinesa (Chinesischer Turm): fica no Englischer Garten e é o mais turístico (mas também muito bonito). Geralmente tem música tradicional, oferece um parquinho para crianças e bastante variedade nos comes e bebes;
  • Viktualienmarkt: ao pé da Marienplatz, é uma ótima pedida para tomar uma cerveja quando estiver cansado de bater perna. Mas é um Biergarten pequeno e geralmente durante o almoço está bastante cheio;
  • Zum Flaucher: pertinho do rio Isar, perto de Thalkirchen. Dá para dar um mergulho no rio e depois tomar uma cerveja;
  • Hirschgarten: se você tiver tempo e quiser sair do centrão, vá até o Hirschgarten. Além do Biergarten ser top, este está rodeado por um lindo parque, onde veados (ou Hirsch) têm uma área própria. Sempre um passeio bom com crianças;
  • Rosengarten: escondido entre jardins de rosas, esse Biergarten é tranquilidade pura.

tumblr_m6jn1yfHo51r54c4oo1_1280

Para outras opções, recomendo checar esse guia (veja aqui – em inglês e alemão).

eu

Prost! (saúde em alemão)

Todas as fotos desse post são de autoria da própria autora do texto. 

_______________

Manuela Marques Tchoe é uma escritora baiana que atualmente reside em Munique, Alemanha. Seu primeiro livro, Ventos Nômades, é uma coleção de contos que  exploram o desejo de viajar e do exótico, os desafios e maravilhas de relacionamentos multi culturais e imigração. Manuela também escreve para o seu blog pessoal Baiana da Baviera e está presente no FacebookInstagram e Twitter com reflexões sobre a vida de imigrante, viagens e literatura.

 Para ver fotos da Manuela pelo mundo e dos outros autores do blog, acesse e siga o perfil do “Brasil com Z” no Instagram. Aproveitem a onda e sigam-nos também no Twitter e nossa página no Facebook para atualizações diárias do blog e reportagens internacionais. Blog “Brasil com Z” um blog feito por brasileiros expatriados, vivendo nos quatro cantos do mundo! Quer participar do blog? Conte-nos sua história e motivação: blogbrasilcomz@gmail.com

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: