Pular para o conteúdo

Índia- Onde estão as privadas?

18/09/2018

Juliana Paula – Mumbai, Índia 

Mumbai. Capital financeira do país. Terra de Bollywood. O lugar dos sonhos, onde todos almejam subir na vida e viver com dignidade. As construções luxuosas não páram. Condomínios em estilo ocidental são construídos sem piedade. Em uma visita a um destes condomínios, eis que me deparo com o extremo: O condomínio, com segurança e entrada grandiosa, dividia o espaço com um lixão + favela que fora construída pela comunidade de baixa renda. Crianças brincam, adultos trabalham, mulheres lavam roupas…tudo ao ar livre.

evacuando

De repente, meus olhos congelam em uma cena que dificilmente esquecerei. A mesma cena se repetiria outras vezes, infelizmente. Uma criança, de uns 5, 6 anos, abaixa as calças e simplesmente começa a defecar ali, na pseudo calçada, olhando o movimento dos carros e autoricksaws. Eu fiquei envergonhada quando nossos olhos se cruzaram. Porém, ela continuou me olhando como se buscasse a resposta para uma questão na qual a Índia, cuja economia cresceu 7% no último ano, ainda não conseguiu resolver: Onde estão as privadas?

Para os ocidentais que vêm à Índia, o banheiro indiano em si já é algo complicado, pois é em estilo asiático, ou seja, no chão. E, dependendo da casa e da região, o banheiro pode ser apenas neste estilo. Esqueça aquela cena típica lendo jornal ou mexendo no celular enquanto cumpre com suas obrigações fisiológicas. No banheiro indiano, o negócio é rápido. Afina, quem aguenta ficar de cócoras mais de 10 minutos?

toiletindia

Porém, quando se começa a viver na Índia e a conhecer a realidade que assombra muitas partes do país, você começa a analisar de forma diferente:- “Sorte de quem tem um banheiro dentro de casa!”

Mas os banheiros não são dentro da casa?- estranha nosso leitor.  Nas grandes metrópoles da Índia, sim, até pela falta de espaço. Mas, no interior, você verá muitas famílias que simplesmente não têm banheiro em casa. Não tem nem uma latrina para aliviar as necessidades. Como faz, então?Você deve estar morto de curiosidade, não é mesmo? Simples. As maioria vai para o matagal mais próximo e faz tudo lá mesmo.

E é aí que começa o problema. Principalmente quando as mulheres precisam ir para o mato. Muitas sofrem assédio e, nos piores casos, são estupradas. Por esta razão, em muitos vilarejos, as mulheres marcam um horário pela manhã bem cedo, antes do sol nascer e, depois, bem tarde da noite, para poderem ir juntas e evitar que problemas maiores aconteçam.

É exatamente esta cena que o filme Toilet- Ek Prem Katha nos mostra. O filme indiano, de 2017, abordou a questão da falta de banheiros no país e os problemas enfrentados pelas mulheres dos vilarejos. O filme conta a estória de uma moça da cidade, recém casada com um indiano de um vilarejo, para o qual se muda e, na noite de núpcias, descobre que não existe um banheiro na casa. E aí, começa a luta dela e do marido pelo bendito banheiro. No filme, a moça sofre uma grande oposição do sogro, que considera um absurdo ter um banheiro dentro de casa.

ekprem

Sim, é verdade. Para muitos hindus, sobretudo para os da casta brâmane, que se consideram o suprasumo da pureza, ter um banheiro em casa é não só um ultraje, mas um desrespeito aos deuses, já que o lar é considerado sagrado e, tamém por ser o lugar onde as refeições são preparadas. – “Mas, e se o banheiro for do lado de fora?Será que não rola?” – deve estar pensando nosso leitor. Não é tão simples assim.  A resistência de muitos é tão forte, que nem do lado de fora da casa eles não querem que um banheiro seja construído.

Já visitei casas nos vilarejos do interior da Índia, onde tanto o banheiro como a cozinha ficavam do lado de fora da casa. O banheiro, claro, bem mais afastado, mas ainda dentro do terreno. A primeira casa onde morei aqui na Índia, no interior, também era assim.

O problema dos banheiros não é nova, mas no governo do atual primeiro ministro, Narendra Modi, a questão foi levantada e ele se comprometeu a resolver o problema nos anos seguintes ao que foi eleito. Posso estar enganada, mas creio que não muita coisa mudou de lá para cá.

toiletfirst

O grande problema na Índia não é a falta de banheiros públicos, mas sim, educar as pessoas de que ter um banheiro em casa (mesmo que no quintal), traz beneficios para a saúde delas e, não o contrário.

Em um país onde a tradição e os costumes falam mais alto que as leis da constituição e os clãs ainda ditam regras no interior, a mudança, certamente, será como uma longa constipação.

____________________________

Juliana Paula já morou e trabalhou no Japão. Está na Índia desde 2013. Para saber mais sobre ela e o blog pessoal da Juliana, oTabibito Soul, acesse a mini bio da Juliana. Para atualizações diárias sigama página do “blog Brasil com Z” no Facebook. Temos também uma conta noInstagramcom fotos dos nossos autores e uma noTwitter. Divirtam-se! 
2 Comentários leave one →
  1. Eduardo C Sarlo permalink
    18/09/2018 21:10

    Puxa, fico só imaginando os ingleses cheios de etiqueta como enfrentaram este problema….kkk

  2. 30/09/2018 6:40

    Estive recentemente na Índia Nova Déli – Agra – Jaipur e realmente encontramos situações de extrema precariedade diante de nossos olhos de uma forma muito natural. Para muitos é um choque, sem dúvida. Excelente tema, parabéns !!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: