Itália

Estudar em uma Universidade italiana

  Carla  –  Roma, Itália

O sonho de muita gente é estudar fora do Brasil.

Escrevi num outro post como é dividido o ensino aqui na Itália, clique aqui para ler. 
Image

Para estudar na Itália é preciso validar todos os títulos de estudos no Consulado Italiano, para obter a “Dichiarazione di Valore in Loco”, ou seja, o documento que declara o valor legal dos títulos de estudos.

Para poder estudar na Itália, começar uma faculdade por exemplo, tem que ter pelo menos 12 anos de estudos validados e declarados neste documento emitido pelo consulado.

Consultem sempre a universidade de interesse para saber como funciona o processo seletivo e admissão.

Em uma universidade italiana, as provas ou exames, na faculdade, funcionam também de uma forma diferente da do Brasil.
Começando pelas notas, nota = voto. O voto máximo é 30, para passar, ou seja, a nota “azul” vai a partir de 18.
Tem ainda o famoso “30 e lode”, o 10 com louvor, pra gente… Mas esse tipo de nota é mais utilizada nas defesas de teses de faculdades e doutorados, não nos exames comuns.
Na faculdade aqui de Roma, por exemplo, tem o primeiro exame ou o primeiro “appello”. O aluno deve se inscrever para fazer a prova. No dia tem 2 horas para fazê-la e ainda pode escolher de entregar ou não (retirar). Os alunos que entregarem a prova e conseguirem mais de 18 podem agendar a prova oral.
Sim, tem prova oral. E leva no minimo meia hora, um bombardeio de perguntas. Damos uma folha e caneta para o aluno, caso precise esboçar formulas, gráficos, etc…
 Duas semanas depois, mais ou menos, tem outro “appello”, última oportunidade.  E da mesma forma, quem for bem deve se inscrever para a última prova oral e assim, garantir voto suficiente para passar na matéria.
Acho interessante a possibilidade de fazer outra prova, pois quem fez o primeiro appello, não agendou a oral e quer fazer o segundo appello pra ver se tira uma nota maior, pode. Mas o seguinte, se entregar o segundo appello a nota que valerá sera deste, anulando a primeira. Então só entrega quem tem certeza que foi melhor que a primeira prova, pra não sair no prejuízo.

Nada fácil,  não?

Pois a maioria dos cursos universitários aqui são integrais, os alunos tem uma infinidade de matérias, consequentemente, uma infinidade de provas escritas e orais a serem superadas….
Os alunos sofrem e os professores também!
Dica pra quem quer estudar fora: fluência no idioma, buscar muitas informações nos sites das universidades pra ver exigência de documentação alem de saber como funciona o processo seletivo, que pode variar de universidade a universidade.
A maioria das universidades italianas são publicas, mas existem taxas anuais obrigatórias a serem pagas alem de outras taxas que podem variar com a renda, portanto o melhor é se informar bem antes.
Dúvidas? Visite meu blog Sonhos na Itália ou me escreva: sonhosnaitalia@gmail.com.
Baci a tutti!
 Carla Guanais é cientista, blogueira e mora na Itália desde 2010, onde está cursando um doutorado. Saiba mais sobre ela clicando aqui.

14 comentários

  1. Ola tudo bem? Tenho 16 anos e meus pais estao pensando seriamente em mudar para a italia. Segundo eles eu faria a faculdade ai, mas me deram a opção de fazer aqui no brasil tambem. Na sua opiniao, o que devo fazer?ficar por aqui e depois tentar uma revalidação de meu diploma ou tentar por la mesmo? Sei que pode ser meii cedo mas estou pesquisando sobre o assunto desde ja para nao ter muita dor de cabeca mais pra frente. Grato

    1. Olá Lucas, tudo depende do que espera pro futuro. Se a ideia é ficar na Itália, o ideal é começar a estudar lá. Nao são todos os cursos brasileiros que são reconhecidos como profissão na Itália. Então se quer trabalhar futuramente pra italia , comece a estudar la.

  2. oi eu quero fazer faculdade de medicina na Itália mais não si por onde começar e o que fazer, se alguém pode me ajudar fico muito agradecido, obrigado pela atenção

  3. Ola, sou italiana mas moro no Brasil há alguns anos. Vou concluir o ensino médio esse ano e gostaria de cursar a universidade na Itália. Gostaria de saber se é mas vantajoso cursar um ano de faculdade aqui ou fazer algum processo na Itália que compense a diferença de anos estudados e me permitisse o ingresso na universidade. Obrigada

    1. Olá Marie, pelo tempo é mais vantajoso cursar um ano de faculdade no Brasil. Na Italia tem que fazer pelo menos 2 anos do ensino superior italiano, o que pode ser vantajoso pra quebrar barreiras com a língua, readaptação no pais, entre outras coisas.

  4. Olá, gostaria de saber se posso entrar em uma faculdade na Itália e continuar o curso de graduação que faço no Brasil e depois trocar de curso dentro da mesma universidade. Por exemplo se curso fisioterapia no Brasil chegar na Itália e trocar para medicina. Desde já agradeço!
    Abbraccio!

  5. Olá, já sou acadêmica aqui no Brasil do curso de Fisioterapia, mas gostaria de transferir meus estudos para Itália, na Humanas University. Estou com dificuldades para entender o processo seletivo e os custos das universidades de lá. Poderia me ajudar? Obrigada.

  6. Olá, estou no processo de adquirir a Declaração de Valor aqui no Cons do RJ, de minha graduação e pós graduação Latu Sensu. Como cidadão italianao ( processo de cidadania em curso), eu consigo me inscrever num OUTRO curso de graduação na itália? ou p;os graduação? Ou um Mestrado…….EM OUTRA ÁREA? Sou Economista, mas quero fazer Mktg ou Hist da Arte. É possivel?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: