Passou um filme pela minha cabeça quando recebi a proposta de escrever sobre o tema. Um, por lembrar de tanta coisa que era novidade e agora é comum no meu dia-a-dia.  E segundo, por ver o quanto vivenciei desde o momento em que saí de casa – não sabia falar nem “The book is on the table”; o primeiro emprego; a escola de inglês; convivência com outras culturas estrangeiras e até outras culturas brasileiras.

Assitam o video sobre isso.

Não tem tempo de assistir? Ouça nosso PodCast.

Bom, aqui vai pessoal. Espero não deixar ninguém desconcertado e não ter exagerado demais nas minhas 100 observações de um brasileiro na Inglaterra.

1. Aqui na Inglaterra pontualidade é cultural. Nem 1 minuto antes e nem 1 minuto depois.

2. Aqui na Inglaterra dizer “thank you” (obrigado/a) várias vezes quando compra um produto no supermercado, ou em qualquer outro lugar é comum.

3. Aqui na Inglaterra dizer “sorry” (desculpa) é comum. Por exemplo quando esbarra em outra pessoa, a pessoa que levou a ”esbarrada” pede desculpas também.

4. Aqui na Inglaterra lhe dão o troco de 1p (seria o equivalente a 1 centavo). Dar balas ou arredondar o valor, não existe.

5. Aqui na Inglaterra as pessoas seguram a porta quando outros passam antes ou depois de você.

6. Aqui na Inglaterra tomar chá com leite desnatado é comum. O chamado black tea (chá preto) é consumido tanto quanto o café solúvel.

7. Aqui na Inglaterra toma-se chá o dia todo, não largam a “mug” (caneca) por nada. Muitas são personalizadas ou em casos, a empresa onde se trabalha fornece pra quem não leva de casa.

8. Aqui na Inglaterra o café é comum, mas em geral o café instantâneo. O café é uma xícara cheia e sem açúcar. Muitos tomam com um pouquinho de leite desnatado, alguns sem.

9. Aqui na Inglaterra come-se feijão no café da manhã com molho de tomate adocicado, acompanhado de salsicha frita, ovo frito, cogumelo frito, pão frito, tomate frito e chorizo (sangue de porco embutido) com chá preto e leite, sem açúcar (porque engorda). O famoso “English Breakfast”, ou café da manhã inglês completo.

English Breakfast - @roger_uk

English Breakfast – Café da manhã Inglês Completo – @roger_uk

10. Aqui na Inglaterra há cafés (equivalente as padocas de Sampa) espalhados por onde se passa, onde você pode tomar o café da manhã inglês com as combinações mencionadas acima, ou “Beans on Toast” (feijão com molho de tomate servido com uma fatia de pão tostado).

11. Aqui na Inglaterra cafés gourmets são comuns também, como o famoso Starbucks e Costa ou Nero, que servem cafés das mais variadas combinações com baristas fazendo desde capuccino até café gelado cremoso que mais parece sorvete. São mais caros, mas vale a pena conferir, normalmente nos sábado, pega-se o jornal ou um livro e passam horas lendo e comendo muffins (bolinho inglês).

12. Aqui na Inglaterra ir para o trabalho de ressaca, ou contar que ficou de ressaca até mesmo para o chefe é comum, ninguém liga muito para isso, não é tabu.

13. Aqui na Inglaterra é muito difícil ver traição e os ingleses mexendo com as mulheres na rua e vice-versa.

14. Aqui na Inglaterra mulheres bebem muito, talvez até mais do que muito homem no Brasil.

15. Aqui na Inglaterra vinho “rosé” normalmente é mulher que toma.

16. Aqui na Inglaterra cerveja é geralmente servida em “pint” (medida de unidade imperial de + ou – 568ml), nas opções clara (lager) ou escura (bitter), entre outras variações.

Tomando uma Pint no Pub em Londres. @roger_uk

Tomando uma pint no pub em Londres. @roger_uk

17. Aqui na Inglaterra todo mundo vai ao pub (public house, tradução: casa pública e mais ou menos equivalente ao bar no Brasil), sem distinção de cor, credo ou nível social, e também independente de com está vestido.

18. Aqui na Inglaterra andar sujo de construção ou de tinta não chama atenção, nem mesmo se for ao supermercado ou a venda da esquina de pijama. Ninguém liga.

19. Aqui na Inglaterra não há necessidade de pagar para procurar emprego, existem “head hunters” (caça-talentos) e agências de emprego que recebem a comissão do empregador.

20. Aqui na Inglaterra férias podem ser tiradas, na maioria das vezes, de acordo com a necessidade do trabalhador, pode-se tirar 1 dia de férias ou apenas semanas de férias. O mais comum é tirar 1 semana e, às vezes, 2 semanas. Já 3 ou 4 semanas é menos comum, mas é possível (principalmente para quando precisamos ir visitar o Brasil).

21. Aqui na Inglaterra quando vai a entrevista de uma vaga de trabalho uma das primeiras perguntas é – “Já tem planos para suas férias?” se a resposta é sim, eles honram essas férias.

22. Aqui na Inglaterra há, normalmente, um reajuste nos salário todos os anos, por volta de 1% (fora o aumento negociável, que pode ser em torno de 3%, dependendo da empresa).

Cappuccino no Costa. @roger_uk

Cappuccino no Costa. @roger_uk

23. Aqui na Inglaterra não há seguro desemprego, mas se perder o emprego e não conseguir algo nas próximas semanas há uma ajuda chamada “benefit” (benefício) que ajuda a pagar as contas mínimas de casa, a ajuda é maior se tiver filhos.

24. Aqui na Inglaterra há fundos de empréstimos específicos para ir a faculdade, e após a graduação e estando empregado com um valor mínimo, o recém formado começa a pagar o empréstimo universitário, com um valor super baixo, descontado na folha de pagamento. A empresa onde se trabalha faz o recolhimento e repassa este valor ao governo junto com o recolhimento dos impostos.

25. Aqui na Inglaterra não é comum salário pago “por fora” (cash in hand). Há pessoas que trabalham como diaristas, com limpeza, fazendo unhas, garçom, bar, cozinha, distribuição de material de marketing, etc e não declaram a renda. Mas é sempre um risco muito alto, já que se houver uma operação pente-fino, há como descobrir, mesmo anos depois e as multas e punições são ferrenhas.

26. Aqui na Inglaterra, o salário normalmente é calculado por hora ou por ano. Há profissionais que fazem trabalhos com contratos semanais ou mensais que, em geral, são negociados com uma tarifa diária. Estes normalmente são experts no seu ramo e em muitos casos são os que ganham mais por conta da instabilidade e por terem que fazer o arrecadamento dos impostos por conta própria (provavelmente pagando um contador).

27. Aqui na Inglaterra muitas contas e despesas também são demonstradas e calculadas com o valor anual, como gás, eletricidade, água, internet, TV por assinatura, telefone.

28. Aqui na Inglaterra crianças de até 16 anos são obrigadas a ir a escola, o tempo é integral, aproximadamente das 09:00 as 15:00. Se estiverem pela rua nesse horário, a polícia os acompanham até em casa e os pais recebem uma advertência. Se não comparecerem a aula, os pais podem ir para a cadeia por deixar seus filhos faltarem a aula.

29. Aqui na Inglaterra é comum que, aos 16, saiam de casa. Normalmente é a época de ir para o colégio (escola técnica). Dividem casa com outros estudantes ou ficam em alojamento para estudantes, e daí passam logo adiante para a faculdade.

30. Aqui na Inglaterra antes de ir para a faculdade é comum tirar um ano de folga (gap year) para viajar, normalmente ao redor do mundo. Se não tem dinheiro o suficiente, fazem trabalhos informais por onde passam para se sustentar durante a viagem.

31. Aqui na Inglaterra é difícil encontrar alguém que nunca tenha viajado. E é muito comum viajarem para fora do país mas mesmo assim, não é comum encontrar ingleses que saibam outras línguas.

32. Aqui na Inglaterra as pessoas lêem bastante. 

33. Aqui na Inglaterra há jornais e livros com preço acessível e até alguns distribuidos gratuitamente.

34. Aqui na Inglaterra na TV aberta (BBC, ITV, Canal 4, Canal 5 …) exibem excelentes documentários sobre o mundo todo, desde a natureza, animais, seres humanos, política, diferenças sociais, diferenças culturais, música, curiosidades e guerras e história. Aprendi muito mais sobre a história do meu país de origem assistindo documentários sobre o Brasil aqui, do que na época de escola e colégio.

35. Aqui na Inglaterra há sempre um centro de caridade, onde pode-se doar o que não quer mais em casa, e eles vendem por preços simbólicos. São parecidos com os famosos brechós (porem seu arrecadamento vai para uma causa de caridade). Aqui mesmo, no centro do bairro onde eu moro, há pelo menos 15 charity shops (centros ou lojas de caridade) arrecadando fundos para as mais variadas causas: doenças do coração, pesquisa do câncer, ajuda aos idosos, proteção dos animais, crianças vulneráveis, comida para os pobres, auxílio aos veteranos de guerra, ajuda para países mais pobres, etc…

36. Aqui na Inglaterra todo mundo, sem exceção, doa de alguma forma. Nem que seja £1 (+ ou – R$ 3 – 4, dependendo do câmbio), as pessoas doam no trabalho, na rua, na escola, no supermercado, sempre há alguém fazendo alguma campanha com ajuda de voluntários para arrecadar fundos para caridade.

37. Aqui na Inglaterra há pessoas do mundo todo. As nacionalidades de origem mais comuns de se ver são os indianos e paquistaneses, porém há uma diversidade enorme de outras culturas, talvez em proporções menores a medida que se analise mais para o interior.  Em Londres, andando pela Oxford Street (uma das ruas mais movimentadas por pedestres na cidade), é possível ouvir várias línguas, inclusive muitos brasileiros falando português.

38. Aqui na Inglaterra é comum ver restaurantes e muitos servindo comida para levar das mais variadas culinárias. Os mais comuns são restaurantes indianos e paquistaneses, seguidos de perto pelos chineses e italianos. Mas é possível encontrar com uma certa facilidade restaurantes tailandeses, africanos, caribenhos, americanos, espanhóis, e portugueses. Nos últimos anos, tirando Londres que já tem faz tempo, houve um crescimento de restaurantes brasileiros. Aqui em Leeds tem 4 e alguns outros nas cidades vizinhas.

39. Aqui na Inglaterra não saia falando em português sobre assuntos que normalmente não falaria se estivesse andando pelas ruas no Brasil, principalmente em Londres. Sempre há alguém por perto que entende português. Não somente os brasileiros mas também portugueses, angolanos, de São Tomé e Príncipe, Timor Leste, Guiné, Cabo Verde e Moçambique. Isso fora os ingleses e outros estrangeiros que estudam a língua Portuguesa.

40. Aqui na Inglaterra, cumprimentar é sempre algo um pouco incerto para quem vem de fora. Um aperto de mãos é normalmente uma formalidade relacionada ao mundo dos negócio ou no trabalho.

41. Aqui na Inglaterra não se beija no rosto quando se encontra conhecidos e amigos, a não ser que tenha algum amigo latino no meio, que vai logo apertando a mão, dando beijo no rosto e abraços. Os ingleses ficam muito acanhados, mas aceitam, paralisados.

42. Aqui na Inglaterra conversar com um estranho e logo ir dando o seu nome é considerado algo incomum. Pode puxar assunto com qualquer um no pub, no ponto de ônibus, na rua, mas fale de como está o tempo ou outros assuntos impessoais e não dê seu nome de imediato. Do ponto de vista inglês, o nome é de uma questão de privacidade e se sentem desconfortáveis em compartilhar isso de imediato. Sofrem com os Americanos que, como nós, já vão falando o nome e apertando a mão.

43. Aqui na Inglaterra, fofocar é um pouco diferente. Não digo que não exista fofoca pois falam mais de celebridades e novelas do que de pessoas de convívio. Respeitam muito mais a privacidade do próximo, mas falam de celebridades. Raramente vejo alguém falando algo de alguém próximo.

44. Aqui na Inglaterra falar de coisas pessoais e assuntos privados é algo mútuo: falo de mim e você fala de você. Quanto mais falar, mais vai ouvir.

45. Aqui na Inglaterra beber e dirigir, jamais. E se acontecer e for pego pela polícia (pode ser até membro da família real, celebridade ou político) perdem a carteira. E se acontecer algo grave, como um acidente envolvendo morte, podem ficar presos por pelo menos 2 anos. Servem como exemplo se acontece com alguém conhecido.

46. Aqui na Inglaterra taxi é muito comum, principalmente em dias que as pessoas saem para beber. O pico de uso de taxi é quinta-feira, sexta-feira e sábado à noite. Usam bastante para ir ao  supermercado também.

Blackberry - Amora que nasce em tudo quanto é lugar. Gostoso fazer geléia. @roger_uk

Blackberry – Amora que nasce em tudo quanto é lugar. Gostoso para fazer geléia. @roger_uk

47. Aqui na Inglaterra pub fecha às 23:00. Toca-se o sino para que possam pedir a última rodada e pronto, ninguém mais bebe. Algumas nightclubs (casas noturnas) possuem liberação para vender bebida até 1 da manhã. Em alguns casos, atualmente, até o sol raiar, mas isso não é comum.

48. Aqui na Inglaterra lavam prato na bacia dentro da pia para não desperdiçar água. Devido ao costume e sofrimento da falta de água durante a primeira e a segunda guerra mundial, as pessoas se preocupam muito em não desperdiçar. Isso é cultural.

49. Aqui na Inglaterra acreditam mais em alienígena do que em Deus ou Jesus. Mas respeitam quem acredita em outras religiões.

50. Aqui na Inglaterra há terrenos comunitários para plantar legumes e frutas na primavera/verão.

51. Aqui na Inglaterra tem que tirar licença para pescar em rios e lagos. Não há necessidade de licença se for pescar no mar.

52. Aqui na Inglaterra pode-se tirar a carteira no seu próprio carro.

53. Aqui na Inglaterra não é obrigatório fazer aulas com auto-escola.

54. Aqui na Inglaterra pode ter alguém acompanhando na hora da prova prática da carteira de motorista.

55. Aqui na Inglaterra a carteira de motorista é renovável de 10 em 10 anos para trocar a foto, pode-se fazer isto pelo correio e a tarifa é de valor simbólico. O seu endereço residencial é impresso na carteira e se mudar de residência, é obrigatório atualizar o endereço. Não se paga nada para mudar o endereço e se for pego sem atualizar os dados, a multa é salgada.

56. Aqui na Inglaterra é dificil ouvir uma buzina.

57. Aqui na Inglaterra um carro lhe dar sinal de luz, é para deixá-lo passar e não para sair da frente. Agradecem a passagem com um ou dois pisca-alertas.

58. Aqui na Inglaterra é raro ver buracos no asfalto.

59. Aqui na Inglaterra não se paga pedágio em geral, há sim uma estrada e algumas pontes e túneis em que se paga, mas há rotas alternativas, se caso não preferir passar por esses caminhos.

Uma de nossas trilhas favoritas. Parte da Pennine Way em Malham no Parque Nacional Yorkshire Dales. @roger_uk

Uma de nossas trilhas favoritas. Parte da Pennine Way em Malham no Parque Nacional Yorkshire Dales. @roger_uk

60. Aqui na Inglaterra dirige-se a mão contrária à nossa, os ingleses dizem que nós dirigimos errado.

61. Aqui na Inglaterra o limite de velocidade é indicado por milhas, 50 milhas por hora é o aproximadamente equivalente a 80Km/h.

62. Aqui na Inglaterra posto de gasolina não tem frentista. Em alguns pode-se pagar na bomba mesmo.

63. Aqui na Inglaterra, nos centros das cidades, paga-se para estacionar na rua, tipo o equivalente à “Zona Azul” no interior de São Paulo ou os flanelinhas mesmo.

64. Aqui na Inglaterra se comprar passagens de ônibus, trem ou avião antecipadamente tem descontos, às vezes de até 70%, diferentemente de se comprar no dia da viagem.

65. Aqui na Inglaterra a vida social é super ativa, até mesmo idosos saem. É comum saírem marido e esposa separados com sua turma de amigos(as), normalmente na quarta ou quinta-feira.

66. Aqui na Inglaterra idosos se divertem tanto quanto os jovens, sem preconceito, claro com proporções e costumes equivalentes. Já vi idosos na noite curtindo um som e dançando ao lado de pessoas muito mais jovens.

67. Aqui na Inglaterra emprego é pela capacidade e não pela aparência. A pessoa não precisa ser modelo para ser apresentador/a de TV e nem precisa ser lindo para chegar a ser o diretor/a do grupo.

68. Aqui na Inglaterra a pessoa interessada consegue incentivo das empresas para fazer cursos, treinamento, e obter certificação e às vezes, até mesmo graduação e pós-graduação. Se sair da empresa antes de completar 2 anos de trabalho após a conclusão do curso, tem que pagar de volta, depois não.

69. Aqui na Inglaterra quando se despedem, dizem pelo menos umas 5x vezes “goodbye” (tchau) cada um.

70. Aqui na Inglaterra piadas são na maioria das vezes sarcásticas e irônicas. Nem sempre da pra traduzir para o brasileiro e nem mesmo a piada brasileira para o inglês.

71. Aqui na Inglaterra é raro ouvir cachorro latindo.

72. Aqui na Inglaterra não se vê cachorro na rua solto.

73. Aqui na Inglaterra levam-se sacos plásticos sempre que saem para passear com os cães e recolhem os dejetos deixados pelos caninos.

74. Aqui na Inglaterra quando tomam sopa, sempre tem que ter um pão acompanhando, sempre.

75. Aqui na Inglaterra os fumantes seguem a risca os intervalos de ‘descanso’ de 5 minutos para fumar, os chamados “cigarette breaks” (intervalo para o cigarro).

76. Aqui na Inglaterra quando vai comprar algo em uma loja de departamento ou eletrônicos, o vendedor não fica no seu pé, você que tem que ir falar com eles, se quiser ajuda.

Visitando amigo em Londres e tirando umas fotos na Elizabeth Tower (Big Ben) - @roger_uk

Visitando amigos em Londres e tirando umas fotos na Elizabeth Tower (Big Ben) – @roger_uk

77. Aqui na Inglaterraplaygrounds em parques públicos em vários bairros, até com equipamento básico de ginástica para adultos.

78. Aqui na Inglaterra pode pisar na grama. No verão, muitos passam a tarde lendo um livro deitados na grama, em praças públicas.

79. Aqui na Inglaterra em geral não se paga para entrar em museu.

80. Aqui na Inglaterra, a religião predominante é a Anglicana, que não reconhece o Papa como líder e tem sua própria administração e hierarquia Inglesa.

81. Aqui na Inglaterra não tem presidente, mas sim primeiro ministro.

82. Aqui na Inglaterra a rainha ainda é a chefe de estado. Ela possui influência, mas desde o tratado da união Britânica de 1707, quem administra e decide as leis por meio de votação é o Parlamento, liderado pelo Primeiro Ministro.

83. Aqui na Inglaterra os ingleses respeitam a fila, e quando chegam em um lugar em que a fila não está estruturada, perguntam quem é o último e só vão depois dele/a.

84. Aqui na Inglaterra dizemos obrigado para o motorista do ônibus quando descemos.

85. Aqui na Inglaterra não tem cobrador de ônibus (em Londres tem alguns). O motorista que faz o recolhimento da tarifa.

86. Aqui na Inglaterra da pra comprar passe de ônibus público para andar o dia todo em qualquer ônibus. Pode-se comprar também o passe válido para a semana, o mês ou até o ano. Onde tem metrô, da pra combinar os dois.

Pose para foto. @roger_uk

Pose para foto. Só depois que percebemos que falava português também. @roger_uk

87. Aqui na Inglaterra, ônibus e trem municipal não tem número nos assentos. Quem chegar primeiro, senta.

88. Aqui na Inglaterra há câmeras de vigilância por toda a parte, com monitoramento centralizado e em contato direto com a polícia.

89. Aqui na Inglaterra o passaporte talvez seja o documento mais importante e não é obrigatório andar com documentos.

90. Aqui na Inglaterra muitas das estradas de hoje foram abertas durante o domínio romano. Há algumas bem apertadinhas e cheias de curvas.

91. Aqui na Inglaterra muitas estradas não possuem nomes de pessoas e sim classificação por letras como para as auto-estradas com duas ou mais vias, para estradas de uma só pista e para estradas menores.

92. Aqui na Inglaterra a calçada é responsabilidade da prefeitura, na maioria delas, o revestimento é o asfalto e nos centros das cidades são também comuns blocos de pedras ou tijolos.

93. Aqui na Inglaterra quando há alguma reforma, revisão ou expansão de estrada, rua, passagem ou calçada, a prefeitura comunica os moradores da região sobre as obras, antes de dar início aos trabalhos, caso alguém tenha alguma objeção. Enviam também o extrato dos custos.

94. Aqui na Inglaterra recebemos um extrato detalhado da receita federal – “Her Majesty’s Revenue and Customs (HMRC)”, demonstrando quanto o recolhimento de nossos impostos foram para aquele período e onde foram aplicados, em porcentagem. Leia Mais

95. Aqui na Inglaterra todas as casas possuem latas de lixo padrão, com rodinhas, para que a prefeitura recolha o lixo domiciliar.

96. Aqui na Inglaterra há coleta seletiva de lixo domiciliar. É uma consciência mútua do estado e população. Há latas de lixo orgânico e secos.

97. Aqui na Inglaterra qualquer reclamação é feita através de carta ou email.

98. Aqui na Inglaterra se passar em um buraco, que é raro, ou cair por conta de uma pedra mal encaixada na calçada, as pessoas podem processar a prefeitura, e quase sempre ganham a causa.

99. Aqui na Inglaterra há sempre becos pelo bairro, cortando quadras, facilitando a movimentação a pé pela vizinhança. São seguros, na minha opinião, nunca vi nada que me deixasse com o pé atrás.

100. Aqui na Inglaterra muitos terrenos, vilarejos e sítios possuem “public footpath” (passagem pública de pedestres). São trilhas que permitem o direito de passagem por terras privadas. Pessoas usam normalmente para fazer caminhadas, algumas circulares de algumas horas ou de 1 dia. Há trilhas nacionais que podem levar até 2 meses para se completar todo o percurso. A maioria é bem estruturada, com no mínimo placas e mapas gratuitos. Muitas são mantidas com a ajuda de voluntários.

Pra falar a verdade, tem mais uma porção de observações que eu poderia escrever aqui, mas vou deixar pra outra hora.

Se curtiu esse post, compartilhe e deixe um comentário, caso pense que eu exagerei ou esqueci de algo.