bz_italia

Carla Guanais – Roma, Itália.

Circula na rede a notícia de venda de casas a somente 1 Euro aqui na Itália. É verdade?

Sim!

Porém não é assim tão simples e também pode ser que não seja assim tão vantajoso.

A iniciativa foi feita por algumas pequenas cidades, na maioria burgos, que estão praticamente abandonadas.

As casas dos burgos (como contei nesse texto) são normalmente de pedra, tipo castelo (vários andares tipo puxadinho) e, essas abandonadas, são normalmente em péssimo estado. 

repubblica.it

repubblica.it

Algumas exigências são feitas na hora de se comprar uma dessas casas praticamente grátis, entre elas:

– assinar contrato com a prefeitura se responsabilizando pela reforma do imóvel, segundo um padrão mínimo, suficiente para ser habitável (gasto de reforma sairia de 25 a 50 mil euros dependendo do tamanho do imóvel);

– dentro de um ano apresentar o projeto de reforma e, este deve ser iniciado no máximo dois meses após a  aprovação do projeto.

– dar uma quantia em garantia (5 a 10 mil euros);

– provar que se tem condições de pagar todas as despesas de registro e documentação da casa. Além das ligações de serviço básico, como água, luz e gás.

Uma dessas cidades que venderam (e ainda vendem) casas a 1 Euro, é Carrega Ligure, cidadezinha minúscula no Piemonte que tem 98 habitantes somente. A iniciativa do prefeito era revitalizar o lugar, que um dia chegou a ter 3 mil habitantes.

Não é necessário ser italiano nem residir na Itália.

Até  turistas podem comprar essas casas, o desafio é cumprir todos os requisitos e exigências e passar por toda a burocracia!

E aí? Tem uma grana pra investir e quer arriscar? Antes de tudo ver se realmente é um negócio vantajoso. Pois uma casa nova na mesma cidade (claro de repente não central) pode sair pelo menos valor ou até menos menos do que se gastaria com todos os custos de reforma, documentação, etc. de uma casa que custou 1 euro.

Como saber? Procurando e comparando em sites de busca de casas e apartamentos como o Immobiliare, Subito, Bakeca, etc.

Além do preço, estrutura, condições e localização da casa, vale a pena dar uma olhada melhor na cidade, localização e sua estrutura, transporte e tudo o mais para saber se é um bom negócio. Muita atenção para não “levar gato por lebre”.

Muitos querem saber: Mas um brasileiro residente no Brasil, sem visto na Itália pode comprar um imóvel na Itália obter uma permissão de permanência? A resposta é sim, pois existe o acordo de reciprocidade entre os países, porém segue algumas exigências, como localização do imóvel (não pode ser propriedade rural) e também renda, já que para obter uma permissão de permanência através da aquisição de um imóvel é preciso comprovar alta renda a fim de não depender de nenhuma forma do estado italiano.

Arrivederci!

————————-

Carla Guanais é cientista, blogueira e mora na Itália desde 2010, onde está cursando um doutorado. Saiba mais sobre ela clicando aqui. Visite e curta nossa fanpage no Facebook para mais dicas de viagem e turismo acessando aqui