Skip to content

Comprar uma casa a 1 Euro na Itália, como funciona?

01/07/2015

bz_italia

Carla Guanais – Roma, Itália.

Circula na rede a notícia de venda de casas a somente 1 Euro aqui na Itália. É verdade?

Sim!

Porém não é assim tão simples e também pode ser que não seja assim tão vantajoso.

A iniciativa foi feita por algumas pequenas cidades, na maioria burgos, que estão praticamente abandonadas.

As casas dos burgos (como contei nesse texto) são normalmente de pedra, tipo castelo (vários andares tipo puxadinho) e, essas abandonadas, são normalmente em péssimo estado. 

repubblica.it

repubblica.it

Algumas exigências são feitas na hora de se comprar uma dessas casas praticamente grátis, entre elas:

– assinar contrato com a prefeitura se responsabilizando pela reforma do imóvel, segundo um padrão mínimo, suficiente para ser habitável (gasto de reforma sairia de 25 a 50 mil euros dependendo do tamanho do imóvel);

– dentro de um ano apresentar o projeto de reforma e, este deve ser iniciado no máximo dois meses após a  aprovação do projeto.

– dar uma quantia em garantia (5 a 10 mil euros);

– provar que se tem condições de pagar todas as despesas de registro e documentação da casa. Além das ligações de serviço básico, como água, luz e gás.

Uma dessas cidades que venderam (e ainda vendem) casas a 1 Euro, é Carrega Ligure, cidadezinha minúscula no Piemonte que tem 98 habitantes somente. A iniciativa do prefeito era revitalizar o lugar, que um dia chegou a ter 3 mil habitantes.

Não é necessário ser italiano nem residir na Itália.

Até  turistas podem comprar essas casas, o desafio é cumprir todos os requisitos e exigências e passar por toda a burocracia!

E aí? Tem uma grana pra investir e quer arriscar? Antes de tudo ver se realmente é um negócio vantajoso. Pois uma casa nova na mesma cidade (claro de repente não central) pode sair pelo menos valor ou até menos menos do que se gastaria com todos os custos de reforma, documentação, etc. de uma casa que custou 1 euro.

Como saber? Procurando e comparando em sites de busca de casas e apartamentos como o Immobiliare, Subito, Bakeca, etc.

Além do preço, estrutura, condições e localização da casa, vale a pena dar uma olhada melhor na cidade, localização e sua estrutura, transporte e tudo o mais para saber se é um bom negócio. Muita atenção para não “levar gato por lebre”.

Muitos querem saber: Mas um brasileiro residente no Brasil, sem visto na Itália pode comprar um imóvel na Itália obter uma permissão de permanência? A resposta é sim, pois existe o acordo de reciprocidade entre os países, porém segue algumas exigências, como localização do imóvel (não pode ser propriedade rural) e também renda, já que para obter uma permissão de permanência através da aquisição de um imóvel é preciso comprovar alta renda a fim de não depender de nenhuma forma do estado italiano.

Arrivederci!

————————-

Carla Guanais é cientista, blogueira e mora na Itália desde 2010, onde está cursando um doutorado. Saiba mais sobre ela clicando aqui. Visite e curta nossa fanpage no Facebook para mais dicas de viagem e turismo acessando aqui

14 Comentários leave one →
  1. 01/07/2015 8:24

    Iniciativas fantásticas das prefeituras. Mas o barato pode sair caro. Esses burgos devem ser de difícil acesso e com poucas facilidades por perto. Porém, há um tipo de europeu (principalmente os do norte) que adoram renovar ruínas, iniciar projetos, começar sonhos loucos em outros países. E muitas vezes sem experiência prévia de obra e com as próprias mãos. Tem mercado pra tudo nesse mundo.

    • Carla Guanais permalink
      01/07/2015 8:36

      Exatamente Ana! Quem tem uma grana e não pensa só em investimento, mas sim em ter um cantinho num lugar histórico e especial aposta nessa chance. Se eu fosse aposentada e estivesse bem acho que toparia, rs.. beijo

  2. Arlete Dotta permalink
    01/07/2015 9:12

    Com certeza pode ser muito interessante. Mas é quase um projeto de vida e nada barato.

  3. André Fernandes permalink
    01/07/2015 14:44

    Reformar e manter uma casa antiga tende a ser mais caro que uma casa comum. O desafio é focar em quem tem grana pra investir num projeto desses. Talvez fazer desses lugares uma vila para turistas, explorar agricultura orgânica, seria uma alternativa.

    Bem no que a Ana falou, vale focar nos escandinávios. Para eles, não sai lá muito caro, tem surgido movimentos ambiciosos de todos os tipos nestes países e com eles nada rola se não for padrão alto, é que eles estão acostumados.

  4. 02/07/2015 20:08

    Acho muito interessante a ideia. 😉

  5. 03/07/2015 19:32

    olha bambina, achei ótima tua iniciativa. Tem muita gente iludida com a chamada e acaba se encontrando num ‘balaio sem gato’. Concordo com o André: reformar uma casa destas muitas vezes significa ter, primeiro, de por abaixo o que existe, para poder efetivamente se construir algo habitável.

    sem contar que os lugares costumam ser in the middle of nowhere…

  6. JOÃO EUGENIO DE PAULI permalink
    26/01/2016 19:39

    Sou Engenheiro Civil e digo vamos nessa o mundo esta ai temos que nos aventurar nessa vida, tudo vale apena, o que é caro…. e ser feliz quanto custa….

  7. Ligia permalink
    21/02/2016 22:03

    Oi Carla. Onde eu posso ter mais informações sobre este ultimo topico:compra de imóvel por brasileiro com descendentes italianos mad sem cidadania?Isto me interessa muito. Grata. Ligia

  8. 08/04/2016 23:59

    Oi Carla! Onde posso ter mais informações? Na atual situação do Brasil, bom vermos novas alternativas!! Bjss

  9. Arnaldo permalink
    30/06/2016 19:25

    Acho bem interssante , tenho um sonho de ter um Hotel Boutique , tenho cidadania Italiana , quem sabe possa ser um lugar perfeito. Gostaria de saber mais informações a respeito , como consigo .

    Obrigado

  10. Julio Luiz permalink
    08/03/2017 3:41

    Eu gostaria de muito de fazer esse negocio , com quem falo , quais os procedimentos , gostaria de mais informações !

Trackbacks

  1. Nossos posts campeões de compartilhamentos | Brasil com Z

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: