Ana Fonseca – Amsterdam, Holanda
 

A pastelaria holandesa é vasta e me parece impossível falar de uma meia dúzia de delícias. Tem forte influência francesa, mas também muitas criações próprias.

Holandês nunca faz doces de frutas em calda ou usa leite condensado. O forte mesmo são diversos tipos de massa e diversos recheios com chantilly, baunilha, açúcar mascavo e especiarias. Há inúmeras tortas de marzipan, frutas e recheios cremosos.

A minha torta favorita é de requeijão com base de biscoito e cobertura de frutas vermelhas azedinhas. Na minha humilde opinião a torta de iogurte e gelatina também bate um bolão!

Mas vamos a alguns exemplos:

Speculaas: um biscoito achatado e longo feito de açúcar mascavo e especiarias (canela, noz moscada, cravo, gengibre, cardamono, pimenta branca, aniz e coentro). Pode ter forma de boneca, de moinho e muitas outras variações. Ótimo com chá ou café.


Tompouce:
os mais famosos são os da loja de departamentos HEMA. Consiste em duas camadas de massa folhada com recheio de creme de baunilha. A parte de cima tem uma camadinha de glacê rosa. Durante o feriado do Dia do Rei é vendido tompouce na cor laranja. Muito difícil de comer: você morde e o recheio sai pros lados.

Gevulde koek: biscoito grande (diâmetro de uns 10cm) recheado. Parece uma massa podre bem amanteigada recheada de açúcar com pasta de amêndoas moídas. Pode ser achatado, alongado ou pequeno e alto – mas sempre e decorado com a metade de uma amêndoa.

Bossche Bol: Uma bola imensa (diâmetro de 12cm) de massa (a consistência fica entre profiteroles e croissant) recheada com chantilly e mergulhada no chocolate puro amargo. Originária da cidade de Den Bosch. Difícil de encontrar em outras partes do país – mas não impossível.

Stroopwaffels: Originário de Gouda, é um biscoito bem achatadinho, com massa waffer e recheado de doce de leite queimado. Facilmente achado em supermercados por todo o país em dois tamanhos. Coloque um biscoito tampando a xícara de chá quente, espere um pouquinho e quando vai comer o recheio está quente e molinho. Eu coloco por alguns segundos no microondas e fica fantástico!

Nota: a palavra holandesa “koek” significa “massa doce, biscoito ou bolo”. O diminutivo “koekje” (pronuncia-se “cukiê”) deu origem a palavra inglesa “cookie”. No sul do Brasil há o bolo “cuca” corruptela da pronúncia da palavra holandesa “koek”. 

__________________

Ana Fonseca vive na Holanda. Curtam nossa página no FB e nossa conta no Twitter para atualizações da vida no exterior. Quer ver fotos lindas de Amsterdã e outras cidades pelo mundo? Sigam nosso perfil no Instagram. Blog Brasil com Z, um blog feito por expatriados brasileiros, vivendo nos quatro cantos do mundo!