Skip to content

Orelha de porco, braço de cigano e outras bizarrices

14/04/2011

Edu
A Coruña, Espanha

 

 

A Espanha é mundialmente conhecida por sua cozinha mediterrânea. O país tem uma riqueza gastronômica inquestionável, porém no que se refere a doces, acho que ainda tem muito que aprender, principalmente para quem vem do Brasil, e está acostumado com tanta coisa gostosa como quindim, cocada, pavês e outras guloseimas nacionais.

Para começar, na Espanha o povo adora colocar nata em tudo. Nata em sorvete, nata em folheados, nata em bolos, etc…  Tem uns doces que tem uma nata rosa, outros que a nata é azul, que dá um aspecto muito esquisito ao doce… Me faz lembras aqueles ovos rosados dos botecos no Rio de Janeiro.

Outra coisa que é amplamente usada na Espanha que eu odeio:  frutas cristalizadas! Eca!!! Existe um doce específico que para mim é o campeão dos piores, principalmente porque reúne nata e frutas cristalizadas. E não pensem que vem com pouca nata não… Vem com MUITA nata (no recheio!) e para piorar é salpicado de frutas cristalizadas. Uma bomba calórica que nem gostosa é… O nome do “bicho”? Roscón de Reyes!

Na época que se comemora a festa dos reis magos (6 de janeiro),  uma data amplamente celebrada em todo o país, as padarias vendem  o “Roscón de Reyes” que é uma das coisas mais nojentas que eu já vi na vida. Como vocês poderão comprovar na foto abaixo, não estou exagerando. O doce é composto de uma rosca de farinha, que é cortada ao meio, para adicionar uma camada espessa e gordurosa de nata…. A cobertura leva açúcar e frutas cristalizadas …. cruzes!  Algumas roscas tem “mini-brinquedos” escondidos no recheio, para “divertir” as crianças …. Em uma época que os brinquedos tem uma ampla fiscalização para evitar que crianças pequenas engulam acidentalmente peças pequenas, este roscón de reyes é realmente um belo exemplo!!!

Outro doce que me chamou a atenção foi o “brazo de gitano” (braço de cigano). O nome é original, já o doce….. Bom, esta guloseima lembra muito o rocambole, e como o próprio, pode ser feito de vários sabores… tem de chocolate, de morango, e de …… nata !  Repare na foto abaixo. O doceiro não poupou esforços para deixar o doce bem carregado de nata. Já vi brazo de gitano feito de sorvete, que não está mal, porém não é nenhuma maravilha.

E para fechar este post, um doce da região que eu vivo (Galícia). A “orella de porco” (orelha de porco), que é um doce típico gallego feito na época do carnaval.

Brazo de gitano e orella de porco

De todos os 3 doces aqui descritos, este será talvez,  o menos pior, já que é uma iguaria bem simples que não leva adereços.  Lembra muito um crepe, porém é bem rígido e quebradiço. Normalmente se consome tal e como aparece na foto, salpicado de açúcar. Mas tem gente que adiciona chocolate, mel, queijo ou …. nata !!!!

Bom, como vocês poderão comprovar, não escrevi um texto ressaltando as maravilhas dos doces espanhóis, porque realmente não encontrei “o doce” espanhol por excelência. Logicamente tem muita coisa gostosa na Espanha, mas não são doces típicos, são basicamente coisas que podemos encontrar em qualquer lugar.

Eu basicamente consumo muito sorvete e chocolates, não sou muito “doceiro”, portanto não tenho problemas neste campo. O que me chamou atenção realmente foi essa obsessão pela nata (e pelo mau gosto) de combinar ingredientes que não fazem exatamente uma “combinação perfeita”.

Me perdoem os espanhóis, amo a Espanha, sua cultura, música, tradições e sua gastronomia…. Mas não existe lugar perfeito, e a Espanha (na minha modesta opinião) não é a terra dos doces.

14 Comentários leave one →
  1. Mari permalink
    14/04/2011 15:23

    Oi Edu,

    O que você chama de “nata” é chantilly, não? Porque nata em Portugal é creme de leite, enquanto no Brasil é aquela gordurinha nojenta que fica na superfície do leite fervido.

    Valeu!

  2. 14/04/2011 15:35

    Para nao ser injusto, existe sim um doce na Espanha que nao tem competidor direto. O “torrone de navidad”. Na época do natal, é o doce que mais se vende, tem de chocolate de amendoim, e o clássico, que é de amêndoas. Este doce sim é muito bom, e nao vi outro país produzir um similar de tamanha qualidade. A unica desvantagem é que em 90% dos casos sao industrializados, mas sao muito bons !!

  3. 14/04/2011 17:01

    Por isso que eu adoro a gastronomia espanhola. Meu negocio e’ COMIDA, nada de perfumarias acucaradas. Adoro fazer doces dignos, de ingredientes honestos e bio, de tudo quanto e’ jeito – para os OUTROS.

  4. sonhosnaitalia permalink
    14/04/2011 17:06

    cada lugar é um lugar né? eu que sou uma formiga me dei bem na Itália.. acho que ficaria arrancando os cabelos com esses doces espanhóis.. hahah!! ainda bem que por aqui não usam nata, mas sim a refinada ricota!! rs. beijos

  5. 15/04/2011 6:52

    Mari….

    Nata é Chantilly mesmo… é que a gente vai agregando algumas palavras ao vocabulário do dia-a-dia e vai esquecendo das palavras que usava antes…..

    Morar na Espanha está estragando meu português e meu inglès… Ontem na radio, o locutor anunciou que ia tocar uma música do “Dipurpal”, como meu ouvido já tá treinado saquei que na verdade ele queria dizer “Deep Purple”….

  6. 15/04/2011 8:35

    Edu! Vc exagerou mais que eu! Hahahaha… o Roscón de Reyes é gostoso! Olha, até onde eu sei a história do bonequinho dentro do Roscón tem a ver com a comida que é servida do dia. Ou seja, quem lhe toca a “surpresa” será o responsável por pagar o banquete no próximo ano. Mas há controvérsias, pois também já escutei que quem acha o bonequinho significa que terá sorte! Eu, particularmente, acho divertido! E é impossível engulir, pois são grandes! 🙂
    Fiquei com vontade de provar esse tal de braço de gitano…aqui onde eu moro não tem (ou eu nunca vi). beijos!

  7. 15/04/2011 8:46

    Sabe o que acontece Glenda… Eu gosto de doces simples. Sabe uma coisa que eu adoro na Espanha ? Biscocho !!! Simplesmente porque é um doce mega simples, é maravilhoso para tomar com um cafézinho e nao dá aquela sensaçao de “barriga pesada”.

    O biscocho para quem nao sabe é o bolinho de fubá brasileiro. Aqui na Espanha tem de varios sabores (laranja, chocolate, abacaxi, etc…) Nao falei dele no meu post, porque o biscocho nao é um doce tipico espanhol, é um bolinho genérico. De todas formas, o biscocho feito na Espanha é muito bom, mesmo.

    Agora, se você me dá um doce cheio de “agregados” (frutas cristalizadas, chantilly, granulados em geral, mel, cabelo de anjo (que eu odeio) e outras “frescuras”), aí nao dá…. O povo aqui também adora um cabelo de anjo… CRUZES !!!!

  8. 15/04/2011 13:23

    e os polvorones? quando morei na espanha, eu era viciada!
    acho que só tem na época do natal, certo?

  9. Mari permalink
    15/04/2011 23:01

    Glenda,

    Olha só: http://es.wikipedia.org/wiki/Brazo_de_gitano

    Você mora em Sevilha, não é? Pode encontrar brazo de gitano em qualquer padaria, confeitaria ou supermercado na cidade. Tenta o Horno San Buenaventura ou o Mercadona mesmo.

  10. 16/04/2011 7:33

    AAAH NAO !!!! Agora meu post vai fomentar o consumo de brazo de gitano !!!!!!!!!!!

  11. Márcia permalink
    18/04/2011 11:35

    Voce diz que os espanhóis em matéria de doces tem muito que aprender, e quem te disse que eles querem aprender a fazer doces? Em Espanha dao mais valor ao salgado, em algumas zonas as tapas e aos pintxos (onde vivo). Agora chamar o Roscón de nojento, isto depende do ponto de vista, também nao gosto dos que levam nata, mas os que só levam frutas cristalizadas, sao muito gostosos, principalmente com manteiga( no pequeno almoço), em Portugal chamamos Bolo-Rei e é muito parecido. Voce esqueceu de falar da Tarta de Santiago, que é muito gostosa e para mim é o doce mais típico de Galicia. Em Espanha existem lugarem com doces muito bons. E muitos doces maravilhosos “brasileiros” tiveram sua origem nos doces portugueses. Alguns doces brasileiros também levam muita nata e sao horríveis. Aliás, caso nao saiba, Espanha ganhou este ano o campeonato mundial de pastelaria.

  12. 18/04/2011 14:13

    Olá Márcia.
    Bom… sao vários pontos.

    Para começar, eu nao sou muito fã de doces. Entao, meu post vai ser tendencioso. A Tarta de Santiago é uma exceçao, esqueci de falar dela, o que inclusive é uma heresia, já que eu moro na Galicia. Mas vamos aos fatos: Para quem nasceu e foi criado no Brasil, é muito dificil você encontrar um lugar que supere a qualidade e quantidade de doces que tinha na nossa terrinha. E a Espanha tá longe de ser este lugar. Os doces espanhóis SAO sem graça, nao tem gosto e sao raras as exceçoes como o torrone e a tarta santiago. Aqui na Espanha você encontra excelentes sorvetes, chocolates, etc.. mas sao doces industrializados. Você nunca vai achar um doce típico espanhol que tenha a excelência de um quindim, uma cocada, um brigadeiro, etc..

    Agora, no que se refere a salgados, eu concordo com você. Olha que o Brasil tem muito salgado, mas eu acho que ninguem supera os pintxos em nenhum lugar do mundo. A variedade, a originalidade, o sabor e o visual dos pintxos sao insuperáveis.

  13. Ivo Viana permalink
    14/07/2015 18:35

    Mas e o churros????! Não é Espanhol???? Existe doce mais maravilhoso que o churro??? Na minha opinião são delicosissímos.

    Bem legal seu blog. Parabéns. Um abs. Ivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: