Skip to content

Como se preparar para sua viagem à Índia – Parte final

12/12/2016

bz_indiaJuliana Paula – Mumbai, Índia

Olá, pessoal! Continuando o nosso post sobre como se preparar para uma viagem à Índia, hoje vou abordar mais alguns itens importantes.

Vacinas

Muitas vacinas são recomendadas por livros e guias turísticos, mas na prática, até onde sei, você só será obrigado a tomar a vacina contra a febre amarela. Aliás, para um indiano entrar no Brasil, ele também precisa tomar esta vacina. Eu, para falar a verdade, nunca tomei e nunca me pararam para perguntar. Deve ser graças a esta minha cara de indiana, né?

Mas, há muitos turistas que ficam tão preocupados e neuróticos, que acabam tomando várias outras vacinas, como a vacina contra a febre tifóide (comum por aqui, sobretudo quando começa a esquentar), Hepatite B  e Raiva. Até hoje nunca conheci um brasileiro que tenha sido mordido por um dos milhares de cães abandonados e simpáticos, que andam perambulando pelas ruas indianas. Porém, conheço pelo menos três turistas japoneses que foram mordidos. Um por um vira-lata, outro por um cachorro de raça em um condomínio de luxo e outro que foi mordido por um rato. Em todos os casos, eles tiveram que tomar a vacina anti-rábica. Mesmo que tenham tomado antes de vir ao país, uma vez que a pessoa é mordida por qualquer um destes bichanos, ela terá que tomar mais uma série de anti-rábica.

Resultado de imagem para rabies vaccine india

Esta é a vacina que provavelmente eles te darão caso você tenha a infelicidade de ser mordido por algum animal.

Mas, não fique muito neurótico. Tome apenas o necessário e aproveite bem sua viagem.

Delhi Belly

Resultado de imagem para delhi belly

Como falamos em vacinas, agora precisamos falar na famosa Delhi Belly, que costuma afetar a maioria dos turistas que aparecem em terras

indianas. Ela acontece mais em Delhi, porque é lá que temos uma maior concentração de turistas chegando no país, mas pode acontecer em qualquer canto da Índia. A Delhi Belly é aquela dor de barriga miserável, também conhecida com os nomes de piriri, diarréia, desinteria, etc. Ou seja: você não sai do trono. Trono? Bem, se você tiver sorte, porque se for em um hotel meio ximfrim, o banheiro será ao melhor estilo indiano: um buraco no chão. Ou seja: além do piriri, você ainda ganha umas cãimbras de brinde! Recomendo que os viajantes tragam um remédio forte para dor de barriga. Eu trouxe em minha primeira viagem à Índia, em 2012 e, quando a Delhi Belly me atacou, eu a ataquei de volta, com um super remédio. Em poucas horas, eu já estava recuperada e pronto para continuar minha viagem.

Papel higiênico

Resultado de imagem para india toilet paper

Continuando o assunto, dependendo para onde você viaje, é sempre bom carregar seu rolo de papel higiênico na bolsa, porque saindo da cidade grande, a probabilidade de encontrar banheiros com papel é bem baixa. Na casa dos meus sogros, eles são adeptos do estilo indiano de ir ao banheiro. Ou seja: sem papel higiênico, só com água na caneca. Como só água não ajuda, eu sempre levo meu papel higiênico na bolsa. Só cuidado para não jogar o papel na privada e entupir o vaso, como esta que vos escreve fez um belo dia!

Vestimentas

Esta parte, infelizmente, é mais complicada para as mulheres do que para os homens. Afinal, estamos em um país milenar e machista. Os homens, desde que não andem sem camisa (com exceção de Goa, Varkala e outros locais de praia), podem usar praticamente tudo. Os homens indianos não são muitos adeptos do short ou bermuda, mas nas cidades grandes, já podemos ver muitos deles usando este tipo de roupa.

Mas, geralmente são rapazes de classe média alta. A maioria usa mesmo é calça social, camiseta ou camiseta e jeans. Já as mulheres, precisam ser um pouco mais cautelosas, já que os indianos não estão acostumados a verem muita pele à mostra. E, se a pele for branca e ainda à mostra, os mano pira, como já nos contou o André Fernandes aqui no blog.

Não precisam se cobrir toda com uma burka. Tudo vai depender, claro, da época do ano na qual você virá à Índia e, se virá sozinha ou não. Para quem vem sozinha, eu não arriscaria um shortinho nem se estivesse um calor da peste! A melhor opção, é mesmo, uma túnica indiana (que cubra o seu popô) com jeans ou um salwar kameez, que é a combinação túnica com uma calça bem largona, super confortável e que esconda todas as suas curvas.

Resultado de imagem para patiala suitImagem relacionada

O salwar kameez geralmente vem com a dupatta, que é um véu e tem diversas utilidades. Deixo um link do vídeo no qual falo sobre as mil e umas utilidades deste pedaço de pano.

Segurança

Resultado de imagem para dabbang

Muita gente me pergunta se a Índia é segura e, lamento dizer, mas é muito mais segura do que o meu Rio de Janeiro, por exemplo. Porém, há, infelizmente, gente que tenta dar uma de esperto quando percebe que a pessoa é estrangeira. Para começar, o estrangeiro já paga mais em praticamente tudo, a começar pelos ingressos dos locais turísiticos. Se um indiano paga R$2 reais, um estrangeiro para R$40! Só para vocês terem uma noção. Mas, fora isso, acho que as mesmas precauções que você tomaria em qualquer lugar como turista, aqui você também deve tomar. Conheço um japonês que confiou em um grupo de indianos muitos simpáticos que estavam no mesmo trem, os chamou para beber com ele e seus amigos no hotel e, no final, teve todo o dinheiro roubado. O indiano com mais dois amigos,  colocou algo na bebida dos rapazes japoneses e, eles só acordaram no dia seguinte, com uma náusea terrível e sem um tostão na carteira.

Imagem relacionada

Graças a Deus, os passaportes e cartões de crédito estavam intactos. Nestes quase quatro anos de Índia, mesmo viajando sozinha de norte a sul do país, nunca enfrentei nenhuma situação de perigo. Mas, todo cuidado é pouco quando se é um turista. Fiquem mais atentos no norte da Índia. O sul da Índia costuma ser bem mais tranquilo em todos os quesitos.

Bem, há tantas coisas para se dizer sobre uma viagem à Índia, que só dois posts realmente não parecem suficientes, mas termino por aqui, esperando que as dicas tenham sido úteis e que em breve, vocês possam conhecer o país mais exótico e interessante do planeta!

A Índia causa dois sentimentos em seus visitantes: repulsa ou paixão profunda. Em qual grupo será que nosso leitor estará?

Resultado de imagem para namaste

por Juliana Paula (“Banjara Soul”)

__________

Juliana Paula foi para a Índia em 2013 e, desde então, tem desbravado aquele belo e encantador país. Para saber mais sobre ela clique aqui. Sigam a nossa página no FB acessando: http://www.facebook.com/blogbrasilcomz e dêem uma curtida ! Temos também uma conta no Instagram e no Twitter. Sigam-nos e divirtam-se!

One Comment leave one →
  1. André Fernandes permalink
    12/12/2016 11:35

    Verdade, a Índia leva tudo a extremos: ou você ama ou você odeia! Seguindo os conselhos da Juliana, dá para viajar de boa! Só não dá para ser inocente…Se não, cai nos golpes de pilantras. Em qualquer local, o pilantra vai atrás do estrangeiro.
    E japoneses tem fama de “trouxas, inocentes, fáceis de enganar”. Eles são educados para serem obedientes, não tem a malícia do barganhar e negociar, aí que muita gente se aproveita para extorquir japoneses o quanto podem. Até na Europa isso acontece!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: