E lá vamos nós continuando com as dicas de cervejarias em Amsterdã. Que tal visitar uma das mais badaladas?

 

Cervejas t-ij bottles, Holanda @blogbrasilcomz

Cervejas t-ij, Holanda imagem por Aloxe

A “cervejaria Ij” se chama em holandês Brouwerij ‘t IJ . O “Ij” você pronuncia “ái” e tem esse nome por causa da água do mar interior (que você pode ver atrás da Estação Central) e se chama “Ij” (Ijmeer). A cervejaria fica situada numa antiga casa de banhos, ao lado de um moinho. Foi inaugurada em 1985 como cervejaria artesanal, alternativa às cervejas produzidas em larga escala por grandes empresas. Atualmente são oito tipo de cervejas, mais três sazonais, além de edições limitadas.  

Cervejaria Ij, Holanda @blogbrasilcomz

Cervejaria Ij, Holanda

A entrada é bem fotogênica: um moinho enorme. Quer mais Holanda que isso? Entra aí na frente do bar com esse moinho ao fundo para fazer um click para suas fotos no Instagram.

Bar da Cervejaria Ij, Holanda @blogbrasilcomz

Bar da Cervejaria Ij, Holanda

O bar lá dentro é bem moderno, apesar da decisão de manter os azulejos originais das paredes. É possível fazer um tour com um grupo pelo lugar, mas pessoalmente acho que o melhor mesmo é ir para lá com amigos para curtir as bebidas e o ambiente.

Bar da Cervejaria Ij, Holanda @blogbrasilcomz

Bar da Cervejaria Ij, Holanda

Maridão, acima. Abaixo: um dos muitos ambientes da cervejaria Het Ij.

Bar da Cervejaria Ij, Holanda @blogbrasilcomz

Bar da Cervejaria Ij, Holanda

Como tudo é em holandês, peça sempre conselho em inglês se quiser recomendações do que beber ou comer.

Lanches da Cervejaria Ij, Holanda @blogbrasilcomz

Lanches da Cervejaria Ij, Holanda

Área externa Cervejaria Ij, Holanda @blogbrasilcomz

Área externa Cervejaria Ij, Holanda

Do lado de fora há fartura de mesas altas para pequenos grupos, ou grandes mesas para grupos maiores. Tudo à sombra de árvores, com um estilo de parque alemão (abaixo).

Área externa Cervejaria Ij, Holanda @blogbrasilcomz

Área externa Cervejaria Ij, Holanda

Área externa Cervejaria Ij, Holanda @blogbrasilcomz

Área externa Cervejaria Ij, Holanda

Um ponto positivo dessa cervejaria é você poder alcançar a pé e também estar a uns 10 minutos caminhando do mercado de bairro Dappermarkt aos sábados – onde você pode comer peixe frito e comprar nozes de todos os tipos, flores, queijos comida marroquina (azeitonas e pastinhas) e indonésia (espetinhos com arroz e salada). Aliás, a cervejaria vende queijinhos, embutidos e nozes do mercado, anunciando no quadro “Temos nozes frescas do Dappermarkt!”.  Abaixo, uma loja de flores pelo mercado. Mais uma vez: é um mercado de bairro, não é o melhor nem maior da Holanda. Mas é rápido de se visitar e autêntico.

Flores no mercado da cidade de Dappermarkt @blogbrasilcomz

Flores no mercado da cidade de Dappermarkt

Outras atrações locais: O Artis (zoo), o mercado de velharias Waterlooplein, o Hortus Botanicus e a casa do Rembrandt (Rembrandthuis).

Logo da cervejaria Het Ij, Holanda @blogbrasilcomz

Logo da cervejaria Het Ij, Holanda

O logo da cervejaria Het Ij é um avestruz com um ovo, e um moinho ao fundo. Na foto que fiz abaixo, você pode ver o tal logo num copo de cerveja. Aliás, eu tive que pedir à cliente alemã “dona” do copo se eu podia virar o logo para mim para fazer uma foto, com a promessa de não fotografá-la.

Cartaz do bar da Cervejaria Ij, Holanda @blogbrasilcomz

Cartaz do bar da Cervejaria Ij, Holanda

Comentei com meu marido que nunca tinha visto esse logotipo num copo por lá. Ele me informou constrangido que já ouviu dizer que os clientes afanam esses copos com avestruz, como souvenir de viagem. Eu, hein? Logo, logo apareceu um rapaz do bar para recolher todos os copos vazios e assim não dar mole para a clientela ficar naquela tentação de levar um para casa…

Copo de cerveja da Cervejaria Ij, Holanda @blogbrasilcomz

Copo de cerveja da Cervejaria Ij, Holanda

Essa foi a dica de hoje. Não deixe de conferir as outras cervejarias que já falei por aqui: a vermelhona Jopen, a retro Hoop e a fria Butcher’s Tears.

Proost en tot ziens!

*Todas as fotos desse post, com exceção da primeira: autoria da própria autora, Ana Fonseca