São 4 anos de Itália. 4 anos de blog Sonhos na Itália contando curiosidades, vida e como funcionam as coisas por aqui. Morei em Milão, norte da Itália e atualmente moro em Roma, região centro/sul, tem muitas diferenças, justamente porque a Itália não é uma só. Somente há 150 anos foi unificada. É um país rico, muitas culturas e costumes diferentes. Mas hoje faço aqui minhas 100 observações da Itália que eu conheço.

Comportamento/Costumes/Cultura:

italia

1. Aqui na Itália beijinho no rosto são 2, começa dando o lado direito, depois o esquerdo, ao contrário do Brasil. Mas beijinho no rosto só depois de certa intimidade, quando se conhece só aperto de mão mesmo.

2. E beijinho no rosto não é sempre que se encontra que dá. Quem se vê todo dia e em um grande grupo, não se dá beijinho em cada um, mas sim um oi geral. Beijinho dá mesmo quando tá muito tempo sem ver, daí abraça também. E homem também dá beijinho no rosto de outro homem, sem problemas.

3. Italiano é muito patriota e é comum ver bandeiras italianas nas janelas das casas, na sacada, no carro, etc. Mesmo se não for época de copa do mundo.

4. Aqui na Itália não tem fila em banco, correio ou serviço público, tem a senha ou então você pergunta quem é o ultimo e fica de olho nele para saber quando será a sua vez.

5. Idosos não têm preferência na fila, mas gestantes e portadores de necessidades especiais sim. Somente os supermercados têm caixa especial.

6. Na Itália que eu conheço, quase todo mundo gosta de dançar, e nenhum está aí pro que o outro vai pensar, se sabe ou não dançar, o importante é soltar o esqueleto.

7. Aqui a sexta-feira 13 não é dia de azar. O dia agourento é a sexta-feira 17.

8. Por aqui é raro um amigo te convidar para visitar sua casa. As reuniões sociais são feitas normalmente nos bares.

9. Por aqui as pessoas costumam te parabenizar no dia do santo que tem o mesmo nome que o teu, é chamado de ¨onomástico¨.

10. Muitas coisas são self-service, em italiano: fai-da-te. Colocar combustível no carro, lavar o carro no lava rápido, pedágio, lavanderia, máquinas de cigarro nas ruas, máquinas de produtos farmacêuticos, caixas de supermercados onde vale também a honestidade, você passa no caixa e faz tudo sozinho, inclusive  o pagamento.

11. Em geral, o turismo do italiano é gastronômico, ir à alguma outra cidade ou região e experimentar as delícias da culinária típica local.

12. Aqui bar com música ao vivo é coisa rara.

13. Nos bares e baladas a bebida custa caro, e normalmente se pede uma caneca de cerveja de 500 mL e fica só com ela a noite toda.

14. Aqui o happy hour é o aperitivo. Paga um valor fixo para uma bebida e um buffet de comida à vontade. Mesmo quando o bar não tem o aperitivo, normalmente servem batatinhas e azeitonas pra quem consome bebida.

 15. A Itália é abundante em água e pelas ruas se existem tantas bicas de água potável sempre fresquinha. Por isso, ter sempre uma garrafinha vazia na bolsa é uma boa pedida pra quem tá turismando.

16. Aqui na Itália se fuma muito e, é mais comum o cigarro de tabaco solto. Compra-se o tabaco, a seda e o filtro e cada um ¨monta¨ o seu.

17. Aqui na Itália os bares só podem ficar abertos até as 2 da madrugada. Somente as discotecas fechadas (e isoladas acusticamente) podem ficar abertos madrugada adentro.

18. Aqui na Itália um dos índices para medir a crise do país é  a porcentagem de italianos que viajaram nas férias de verão.

19. As férias de verão aqui (agosto) são praticamente férias coletivas. Todo mundo vai viajar pra algum lugar e é comum as pessoas perguntarem para onde você vai.

20. Aqui na Itália, quando nasce uma criança, se coloca um laço de fita azul ou rosa no portão do prédio ou da casa. E quando se casa, se coloca uma fita branca na antena do carro.

21. Aqui na Itália o norte do país é a região mais rica e o sul a mais pobre. E tem o mesmo tipo de preconceito que tem no Brasil de pessoas sul/sudeste com as do norte/nordeste.

22. Aqui na Itália o italiano é a língua oficial há 153 anos. Com a unificação italiana o dialeto toscano literário de Dante Alighieri foi definido como língua oficial do país. Na época somente 1 italiano em 100 falava a língua. Existem centenas de dialetos no país, ainda muito falados. Leia mais

23. Aqui na Itália o que se come ao sair da balada é o brioche/cornetto (croissant doce) recheado de creme, nutella ou geléia.  Existem várias lojinhas de doces abertas de madrugada.

24. Aqui na Itália a vida ao ar livre é muito valorizada, principalmente no norte do país. Portanto parques e praças são sempre muito aproveitados, principalmente na primavera e verão.

25. Aqui na Itália ainda não é reconhecido o casamento de pessoas do mesmo sexo. Mas há muita pressão para que isso mude logo.

26. Aqui na Itália a maioria das universidades são públicas mas isso não quer dizer que são gratuitas. Existem taxas anuais obrigatórias que variam de acordo com a renda familiar do aluno, podendo ter isenção se a renda for muito baixa. Leia mais.

27. Aqui na Itália, muitos cursos universitários têm número de cadeiras aberto, ou seja, não tem um vestibular, todo mundo pode assistir aula, mas só passa de ano claro, quem pagar as taxas, se inscrever nas provas e as superar. Portanto, é muito comum turmas do primeiro ano ter mais de 200 alunos.

28. Aqui na Itália  a nota na universidade varia de 1 a 30 e normalmente, 18 é a média.

29. Aqui na Itália todos os museus nacionais são gratuitos um domingo por mês.

30. Por aqui a arquitetura histórica é abundante, é o país com o maior número de Patrimônios da Humanidade da UNESCO do mundo.

31. Aqui na Itália, de um modo geral, os salários são mais ou menos dentro de uma mesma faixa, e além do 13º tem o 14º salário (um em nov/dez e outro em jul/ago).

32. Aqui na Itália boa parte da população é idosa. 1 a cada 3 italianos é idoso e recebe aposentadoria.

33. O índice de mortalidade italiano é maior do que o de natalidade.

34. Aqui na Itália a TV pública é a Rai, tem mais de 20 canais na TV aberta. Vários canais jornalísticos, variedades, só filmes, só seriados, só desenho, só música. Como todo serviço público se paga uma taxa anual, que girava em torno dos 120 euros agora com a reforma será de 80 euros anuais. Baixa renda não paga.

35. Por aqui se vê muito mais a participação da mulher na sociedade do que no Brasil. Tem muita mulher na política, na TV em programas jornalísticos e políticos (e não só de culinária ou programa de variedades), nas universidades e ocupando cargos importantes. Mas a nível europeu a questão da igualdade de gênero italiana ainda está muito abaixo da média.

Saúde e alimentação:

CAPPUCCINO

Cappuccino e cornetto

36. Aqui na Itália o café da manha é doce. Biscoito doce ou o clássico brioche/cornetto recheado e acompanhado de um cappuccino ou só o café mesmo.

37. Por aqui sempre se toma café depois das refeições (e dizem que é pra tirar o bafo de comida). E às vezes um digestivo também cai bem, principalmente depois do almoço ou jantar (amaro, limoncello, grappa). Leia mais sobre o café italiano aqui.

38. Muitos tomam o café pela manhã, com um pouco de grappa, chama-se  caffè corretto.

39. O tempero mais comum nos pratos italianos é a salsinha (prezzemolo).

40. Aqui na Itália a maioria procura ter uma dieta equilibrada, se comeram carboidrato no almoço, no jantar só proteina e vice-versa.

41. Mas no fim de semana, vale sair da dieta e fazer pelo menos uma tradicional refeição “primo, secondo, contorno e dolce”, ou seja, um prato de massa, outro de carne e um acompanhamento de verdura ou legumes e o doce claro!

42. Ah sim, por aqui não se come tudo no mesmo prato, cada prato é servido separadamente, massa, depois a carne e por último a salada.

43. Alguns ainda fazem o tal do “spuntino ou merendina” (um lanchinho) entre as refeições .

44. Aqui na Itália pausa café é muito comum no trabalho, e são várias durante o dia.

45. Italiano dá preferência pra produto nacional, importados aqui têm sinônimo de baixa qualidade.

46. Italiano é bem tradicional e gosta de ir à feira toda semana.

47. Quando se sai pra jantar em um grupo de amigos se costuma pagar à romana, ou seja, a conta é dividida igualmente para todos, independentemente se o consumo de cada um for diferente.

48. A pizza aqui é de tamanho individual, tem a clássica napolitana de borda alta e a fininha e crocante romana.

49. A bebida que acompanha a pizza mais frequentemente aqui é a cerveja.

50. E, aqui na Itália, a bebida que acompanha o churrasco é o vinho. Leia mais.

51. A Itália é o país que mais consome pão, na europa. Não é consumido no café-da-manhã, mas sim no almoço e jantar.

52. A pizza por aqui também é fast-food. Além da tradicional redonda individual, tem a trancio, pedaços quadrados de recheios variados.

53. Aqui na Itália, por ser um país muito agrícola, a alimentação muda de acordo com as estações do ano, seguindo a natureza. Hortaliças e frutas com bastante água no verão (abobrinha, beringela, melancia e melão) e no inverno muita vitamina C para prevenir a gripe (laranja, pompelmo, mexericas e kiwi).

54. Aqui na Itália se cozinha macarrão sem óleo e na água se coloca sal grosso.

55. A culinária italiana é uma das mais famosas do mundo e não é muito elaborada. O segredo está nos ingredientes simples e frescos.

56. Aqui, na saúde pública, todo mundo tem um médico de família para ser atendido sempre que tiver algum problema, é gratuito. Quando é preciso fazer algum exame ou passar em um médico especialista deve ser recomendado pelo médico de família e para estes, se paga um ticket de valor máximo de 36 euros. Em alguns casos se pode obter a isenção dessas taxas.

57. O serviço de saúde pública não funciona bem em todas as regiões italianas. Lombardia é considerada a melhor de toda a Itália, mas mesmo assim, algumas consultas com especialistas (endocrinologista por exemplo) pode demorar até 3 meses para serem marcadas. Em Roma, esse tempo muitas vezes é o dobro!!

58. Na Itália não existem planos de saúde privados. Mas se pode fazer uma consulta particular pagando um pouco mais do que se pagaria com um ticket público (às vezes bem mais). O que se usa muito por aqui são as promoções de consultas médicas do site Groupon.

59. Grávida é isenta de todas as taxas de exames e consultas durante todo o pré-natal. E, após ter o bebê, recebem do governo um ¨cheque¨de pouco mais de 1500 euros para os primeiros gastos com o bebê.

60. Parto normal aqui, na maioria das vezes, é prioridade. Cesárea só em caso de gravidez de risco.

61. A Itália é famosa pela medicina preventiva, portanto é normal ir ao médico e ele recomendar não sair de casa ou não deixar de comer ou fazer alguma coisas. Remédio só em último caso.

62. Dentista aqui é caro e muitos ficam anos sem visitar um. Por isso é comum ver italiano banguela ou com um (ou alguns) dente podre.

63. Aliás, aqui nas propagandas de pasta de dente fala que os dentistas recomendam escovar os dentes 2 vezes ao dia. :/

 Em casa:

wc-turca

WC turca

64. Aqui na Itália não existe chuveiro elétrico, a água é aquecida pela caldeira elétrica e a gás e é distribuída nas torneiras e chuveiro.

65. Por aqui a maioria das casas não têm box com chuveiro, mas sim banheira.

66. E aqui na Itália a maioria dos banheiros têm bidê (que na verdade é mais usado para lavar os pés e as ¨partes¨, nos dias que não se toma banho).

67. Você leu bem, muitos italianos não tomam banho todos os dias, principalmente no inverno.

68. Não existem ralos na casa. Somente o do box, quando esse existir. Justamente por isso é difícil de achar rodo pra comprar, normalmente se usa o esfregão, o qual é torcido no balde apropriado.

69. Por aqui se joga o papel higiênico no vaso sanitário, por isso, nem todos os banheiros têm cestinho de lixo, principalmente se for uma casa que só tem homem (o cestinho é usado mais por mulheres por causa dos absorventes íntimos, estes que não devem ser jogados no vaso).

70. Se usa muito mais sabonete líquido do que o em barra para tomar banho. Esses em barra são mais difíceis de achar e não tem muita variedade de marca.

71. Aqui na Itália, na maioria das casas os interruptores ficam fora do cômodo, nas mais novas isso já tá mudando.

72. Assim como nas casas mais antigas não têm luz no teto nos quartos e na sala,  esses cômodos então são iluminados por abajoures.

73. É comum os prédios terem uma ¨cantina¨no subsolo ou porão, para estocar o vinho ou guardar as ¨tranqueiras¨que quase não se usa. Cada apartamento tem a sua.

74. É comum casas e prédios não ter garagem, por isso cidades populosas como Roma é um desafio encontrar um lugar pra estacionar na rua.

75. Aqui na Itália todas as casas têm aquecimento para o inverno, mas existe uma lei que regula o período certo para ligá-lo, para economia de energia e controle da poluição.

76. A maioria das casas são pequenas, kitnetes (monolocale) ou com um quarto só (bilocale). Casas grandes com mais quartos normalmente são usadas para alugar os outros quartos, pois o custo para manter uma casa grande é muito alto.

77. Por aqui é comum mobiliar a cozinha comprando-a toda pronta com todos os eletrodomésticos já embutidos, inclusive a geladeira, que normalmente fica ¨escondida¨por uma porta de armário.

78. Aqui na Itália o escorredor de pratos fica embutido no armário, logo acima da pia e é super prático.

79. Aqui na Itália ainda existe muitos banheiros públicos, em bares por exemplo, que só tem um buraco no chão, que leva o nome de wc turco (ver foto acima). Demorei pra aprender que mulher tem que fazer xixi virada olhando pra parede, como os homens, se não quiser molhar os pés, rs.

80. Aqui muitas torneiras públicas têm os pedais no chão nos quais se pisa para sair a água e lavar as mãos. Algumas vezes se usa pedais pra dar descarga também, com o pé. Muito mais higiênico não?

81. Aqui na Itália há poucos prédios altos, normalmente os prédios têm de 4 a 5 andares. E os prédios mais altos são os populares, com muitos apartamentos. Os prédios mais baixos são os de gente com mais dinheiro, com apartamentos maiores também.

82. Aqui na Itália nos interfones dos prédios não tem o número do apartamento, mas o sobrenome de cada morador.

83. Aqui na Itália a coleta seletiva do lixo não funciona igual em todas as cidades e regiões. A região norte está mais avançada no tema e separa 100% do lixo, quanto mais ao sul, mais a questão do lixo e administrativa é complicada e problemática.

84. Aqui na Itália se paga uma taxa anual para o sistema de recolhimento do lixo doméstico.

Moda:

img1428-01-1

85. Por aqui, na praia, não é verdade que só tem ¨biquinão¨, tem também biquininho e fio-dental, a diferença é que cada um coloca o que quer e se sente bem e ninguém se importa com o que os outros vão pensar. Aqui também tem topless, e faz quem quer, a mais jovem ou a mais idosa, sem preconceitos.

86. O mesmo vale para homens. Sungão, sunga cavada ou shorts. Cada um no seu estilo, sem vergonha e sem preconceitos.

87. Por aqui, homens usam bastante camisa e camiseta pólo. Estas últimas com a gola levantada e, muitas vezes, tem uma estampa ou escrita atrás, justamente para mostrar.

88. Os tamanhos das roupas masculinas são bem menores, camisetas e camisas mais justas, calças mais certinhas, usar rosa também não é problema e nem quer dizer que é gay (nem vai ser julgado de).

89. Na Itália chinelos tipo Havaianas só na praia assim como bermuda de tactel tipo surfista. Se vir um na rua assim pode saber que é brasileiro, 🙂

90. No verão italiano, homens que querem deixar os pés mais à mostra usam aquelas sandálias de couro, que no Brasil quem usa ou é considerado hippie ou é idoso, rs.

91. Por aqui ou é 8 ou 80, ou muita maquiagem, ou zero maquiagem. Os extremos, aqui é assim. E a maioria é da parte dos 80, carregadas de base!

92. Aqui na Itália a maioria usa os cabelos naturais, até mesmo os bem encaracolados ou crespos. As que alisam fazem isso no cabeleireiro, que custa caro (a exceção dos chineses) por isso, lavam os cabelos praticamente só uma vez na semana.

93. Aqui na Itália muitos homens fazem as sobrancelhas e nem por isso são gays ou julgados de.

94. E aqui muitas mulheres (mas muitas mesmo) tiram excessivamente as sobrancelhas e depois a desenham em lápis ou maquiagem definitiva. Leia outras curiosidades aqui.

95. Aqui as mulheres ao fazer as unhas não tiram as cutículas, e o esmalte é passado a uma pequena distância da tal cutícula, dizem que pra preservar a raiz da unha de toda a química do esmalte.

 Transporte:

Tram de Milão, novos modelos.

Tram de Milão, novos modelos.

96. Por aqui não tem roleta nos ônibus e nem em todas as estações de trem. Vale a honestidade. Se o fiscal passa e te pede o bilhete validado e você não tem, leva multa.

97. Se compra os bilhetes em bares (para os ônibus) ou nas máquinas específicas nas estações.

98. Existe bilhete semanal, mensal e anual. Quanto maior o período, maior o desconto no valor unitário do bilhete.

99. Depois dos carros, trem é o transporte preferido pelos italianos para viajar dentro do país. Duas grandes empresas gerem o transporte de trem de alta velocidade, a Trenitalia e Italo.

100. Aqui na Itália somente 4 cidades italianas têm metrô de alta velocidade. Roma, Milão, Napoli e Catania. Outras cidades tem um tipo de metrô leve, como Torino e Brescia, e outras apenas trem ou tram (bonde) além do transporte de ônibus.

É isso aí!

Gostaram? Comentem, compartilhem!

Curtam também minha página no Facebook, do meu blog pessoal Sonhos na Itália.

Arrivederci!