Skip to content

O Mercado de Inverno em Gent, na Bélgica

06/01/2018

Ana Fonseca – Gent, Bélgica

Os mercados de natal na Europa estão se tornando tão populares a cada ano, que algumas cidades já estão se especializando em mercados como atrações para várias semanas de inverno – e não só uma semana antes do Natal. Isso é uma reinvenção da fórmula natalina. Para que celebrar só os dias de Natal?  Penso que esse é o caso de Gent, na Bélgica, que visitei 29 e 30 de dezembro. O mercado lá vai até 7 de janeiro, ou seja: até depois do Dia de Reis celebrado em toda a Europa.  

Vista da cidade de Gent e do mercado,  à esquerda

Na Holanda, os mercados de Natal ainda podem crescer muito mais. Tem um bom em Maastricht, barraquinhas de comida e rinque de patinação na praça dos museus em Amsterdã, e stands e coros natalinos em Dordrecht. Mas os holandeses se mandam todos para os mercados em outros países, já que as crianças também tem férias de inverno desde antes do Natal até meados de janeiro.  Os mercados de Natal pela Alemanha (principalmente Colônia e Berlim), Suíça, Polônia, França (Estrasburgo) e outros países são fabulosos se comparados com os da Holanda, e atraem cada vez mais visitantes.

Os stands do mercado de inverno em Gent são em formato de chalezinhos 

Para sair um pouco da rotina da Alemanha fomos verificar o Mercado de Inverno de Gent. Foi uma grata surpresa, principalmente por não ser lotado – apesar das muitas atrações. Conseguimos reservar quartos uma semana antes, e no dia conseguimos sempre mesas para 9 pessoas sem muita dificuldade.

Vista da janela do meu quarto no Ibis Centro. 

Ficamos num IBIS do centro, bem diante de uma das atrações: uma árvore de natal diante de uma catedral. O parking do hotel achamos caro (26 EUR/24h), e estacionamos fora do centro. A localização do hotel foi ideal para caminhar por toda a cidade (estávamos com 4 crianças e minha sogra idosa), que por sinal estava toda muito bem iluminada e enfeitada – dá para ver que a prefeitura investiu mesmo pesado na décor. Lógico, mercados de inverno atraem muito turistas que fazem o dinheiro circular pela cidade utilizando a rede hoteleira e o comércio local.

Esse chalezinho vendia pratos à base de salmão, escargots e frutos do mar. 

Na foto abaixo: batatinhas, servida com todo tipo de acompanhamento. 

Abaixo: peles, lã, botas forradas, luvas… tudo para esquentar os corpos e os interiores dos lares. 

Alguns dados do mercado de inverno:

150 stands de comida, bebida e produtos, sendo 50 de fora do país. Eu encontrei chalés de churros (ESP), alho cru rosado (!) da Provença (FR), peles de rena da Finlândia, raclettes suícas, tecidos peruanos e bolivianos, cristais austríacos e alemães, canolis e doces italianos, oliebollen holandeses, frios/queijos/azeitonas da Turquia e Grécia…

– Uma pista coberta de patinação no gelo de 700m²;

Uma atração para os pequenos é o Terra do Sábio no Gelo (land van W’Ijs), do lado da roda gigante, na Igreja do São Nicolau (Niklaaskerk), com muitos jogos e quiz para as crianças. Veja a entrada abaixo:

Hmmm, como falar da Bélgica sem falar de…

A gastronomia de Gent também é um capítulo à parte. Nos restaurantes há opções especiais para essa época do ano: cozido de javali, presunto bolinha de forno, pratos cozidos com vinho, licores e cerveja. Estamos simplesmente no paraíso das cervejas mais finas.

Eu pedi uma especialidade local simples e irresistível: esse ensopado de javali (“everzwijn stoofpotje”) bem quente com croquetinhos de batata-queijo e salada. O molho é de vinho e legumes, bem denso, e o sabor único. Para combater o frio.

Waffles só com açúcar em pó, com calda quente de chocolate, cerejas ou com sorvete: tem que provar. 

Nas ruas, prove dos carrinhos um “nariz de Gent” (gentse neuzen): são cones de marmelada com toque um azedinho. Firmes por fora e macios por dentro, um saquinho custa 5EUR. Peça de frutas vermelhas ou de frutos cítricos, nossos favoritos. Levamos para o hotel e também trouxemos para a Holanda.

Uma atração especial nessa época é o Castelo de Gravensteen, bem no centro – com o trânsito ralando nas paredes dele. Atenção: assim como na Holanda, é importante prestar atenção aos bondes na Bélgica – tem sempre um bonde pronto para te dar um susto. Às vezes, não há um limite claro entre calçada e rua, você nem percebe que está despreocupadamente caminhando sobre trilhos de bondes…

Entrada ao castelo: Crianças até 18 anos, grátis. Adultos a 10EUR por pessoa. Acima de 65+ custa 7,50EUR. Vale a pena! O castelo estava todo decorado: por fora, coníferas naturais agrupadas em arranjos aqui e ali. Por dentro, mesa posta para festa com velas e cristais, mais árvores decoradas e projeções de laser nas paredes contando a saga do rei Henri II para escolher seu sucessor.  As crianças tinham uma série de atividades para realizar no castelo e no final podiam trocar sua cartela de selos de atividades por uma coroa de papel dourada.

Impressão geral? Um mercado de inverno amplo, bem iluminado, para todas as idades, todos os bolsos. E compacto, você pode visita-lo todo a pé em uma tarde. Já o castelo tem um acervo de peças limitado, muitas escadas em espiral. Porém, com uma atmosfera bem bacana no inverno e coisas bonitas para se ver.  Recomendo pelo menos dormir uma noite na cidade de Gent para aproveitar ao máximo o mercado de inverno e o castelo. Já quero voltar!

Do lado de fora, nas torres, você desfruta de vistas lindas da cidade de Gent. 

No subsolo do castelo há uma cantina. É decorado com pinheiros naturais e muitas velas para esquentar o ambiente frio e trazer um pouco de brilho.

Me esquentando com um reluzente Gluhwein no castelo Gravensteen. Proost! 

SERVIÇO:

Mercado de Inverno de Gent

Com barraquinhas, rinque de patinação, “Cidade de Gelo” (Land van W’ Ijs)e roda gigante dura um mês: por volta do segundo fim de semana de dezembro, até o primeiro fim de semana de janeiro

http://www.gentsewinterfeesten.be/

Atrações de inverno na cidade de Gent

Duram três meses: dezembro, janeiro e fevereiro. Tem o “Light Festival”, por exemplo, e uma rota de “Caminhada Iluminada” pela cidade. Sem falar na visita ao Castelo Gravensteen, todo decorado por dentro e por fora no climinha de inverno.

https://stad.gent/cultuur-sport-vrije-tijd/uw-winter-gent

Nota: os sites são na língua flamenga, mas fiz questão de colocar aqui para que vocês vejam as fotos e vídeo.

Nota 2: todas as fotos desse post foram feitas por mim, claro!

Mais fotos de Gent, lojas, paisagens, comida e do Castelo Gravensteen no nosso Instagram.

____________

Ana Fonseca mora desde 1999 na Holanda. Sigam-nos no InstagramFacebook Twitter para atualizações diárias. Quer candidatar-se a participar do BZ? Envie-nos um e-mail com uma minibiografia e um texto de apresentação. Entraremos em contato com os melhores candidatos. Mais detalhes aqui. 

2 Comentários leave one →
  1. NILSON MARCOS MATTOS DE LIMA permalink
    07/01/2018 12:20

    Ótima matéria Ana, muito bem elaborada e escrita.

  2. Ana Cecília permalink
    07/01/2018 23:07

    Quanta coisa bacana pra se fazer!! Adorei tudo, tirando o Javali! Kkkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: